Emboscada mata pelo menos dois policiais russos

Pelo menos dois policiais russos morreram e outros cinco foram feridos numa embocada armada numa região montanhosa do sudeste da Chechênia, informaram hoje fontes do Ministério do Interior checheno. Um porta-voz policial disse à agência oficial russa RIA Novosti que, no sábado, um grupo de exploração que integrava as tropas do Ministério do Interior da Rússia foi atacado junto à localidade de Dargó, cerca de 60 quilômetros a sudeste de Grozni, capital da Chechênia. Os guerrilheiros detonaram uma bomba quando um carro blindado leve passava pela estrada, transportando vários agentes do Ministério do Interior. "A potência da explosão foi a equivalente à de 20 quilos de TNT. Um dos homens morreu na hora e outro ficou ferido", disse o porta-voz policial. Após a explosão, os atacantes abriram fogo com armas automáticas e minutos depois explodiu a segunda bomba, matando mais um policial e ferindo a outros quatro. A fonte policial citada pela RIA Novosti informou que as forças de segurança lançaram uma operação para capturar os autores do atentado. O conflito da Chechênia, que começou em dezembro de 1994, já causou a morte de dezenas de milhares de pessoas, em sua maioria civis, segundo dados de organizações de direitos humanos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.