Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

Emboscada no Afeganistão deixa um boina-verde ferido

Um grupo de francos-atiradores emboscaram um comboio das forças especiaisdos EUA no leste do Afeganistão, atirando e ferindo um soldado,disse nesta quinta-feira um porta-voz do Exército. O soldado viajava em um comboio militar de quatro pickups perto da cidade de Gardez na quarta-feira à tarde quando cerca de seis homens armados de fuzis Kalashnikov abriram fogo contra os militares, disse o porta-voz, coronel Roger King. O soldado, que foi ferido na coxa esquerda, foi submetido a uma intervenção cirúrgica em uma base nas proximidades das forças especiais, também conhecidas como boinas-verdes. Mais tarde nesta quinta-feira, ele foitransferido para a base militar dos EUA em Bagram, ao norte de Cabul, a capital afegã, onde ele permanece consciente e em estado estável. Os boinas-verdes responderam aos tiros dos atacantes enquanto o comboio se afastava. Outros soldados do grupo deram buscas infrutíferas aos francos-atiradores, que conseguiram fugir. O ataque ocorreu na quarta-feira à tarde a cerca de 7 km a leste de Gardez, na província afegã de Paktia.A condição do soldado, cuja identidade não foi divulgada é estável, disse o coronel Roger King à imprensa na base aérea de Bagram. Ainda segundo King, o soldado ferido não corre risco de vida. O porta-voz militar disse que os homens armados vestiam roupas civis e pareciam ser afegãos, mas que eles não foram identificados. Forças especiais dos EUA estão estacionadas no leste e no sul do Afeganistão em busca de fugitivos da Al-Qaeda e de líderes do Taleban, que deram refúgio a Osama bin Laden e a sua rede terrorista.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.