Embraer ajuda Lockheed a obter contrato nos EUA

A Lockheed Martin venceu uma disputada concorrência para o fornecimento de aviões de vigilância e reconhecimento para o Exército e a Marinha dos Estados Unidos, que poderá lhe render até US$ 7 bilhões. O Pentágono anunciou uma encomenda inicial de cinco a sete aviões, no valor de US$ 897 milhões. O projeto apresentado pela Lockheed usa uma versão de um jato regional da brasileira Embraer; o projeto concorrente era da Northrop Grumman e usava um avião Gulfstream, da General Dynamics. O chamado Aerial Common Sensor (ACS) deverá ser a próxima geração de aviões-espiões do Exército americano; recentemente, a Marinha também manifestou interesse nesse programa.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.