Emergentes terão mais espaço no G-8, diz Sarkozy

O presidente da França, Nicolas Sarkozy, disse que as economias emergentes, dentre elas a China e a Índia, terão um papel maior no próximo encontro do Grupo dos Oito, o grupo dos sete países mais industrializados (Estados Unidos, Japão, Alemanha, Grã-Bretanha, França, Itália e Canadá) e a Rússia. Sarkozy afirmou hoje que os líderes da China, Índia, Brasil, México e África do Sul terão um dia inteiro de reuniões com os líderes do G-8 na próxima cúpula do grupo, que acontecerá em 2009 na Itália. Neste ano, os líderes dos países emergentes tiveram apenas metade de um dia de reuniões com os líderes do G-8. A Itália fez a proposta de que em 2009 os emergentes tenham um dia inteiro de reuniões no encontro e Sarkozy disse que os líderes aceitaram a proposta. Sarkozy tem falado freqüentemente em ampliar o G-8 com a inclusão de China, Índia, Brasil, México e África do Sul, mas os Estados Unidos e a Itália têm se oposto à proposta do líder francês.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.