Emir do Kuwait aceita demissão do Governo após pleito parlamentar

O emir do Kuwait, xeque Sabah al Ahmad Al-Sabah, aceitou neste sábado a esperada demissão do Governo, dois dias após a realização das eleições parlamentares das quais, pelaprimeira vez, participaram as mulheres.Segundo informou a agência de notícias kuwatiana Kuna, o primeiro-ministro do país, xeque Nasser al Mohammad al Ahmad Al-Sabah, já anunciou ao emir a demissão do Gabinete."O xeque Sabah aceitou a renúncia do primeiro-ministro e dos ministros, de acordo com o artigo 57 da Constituição", disse um comunicado do Gabinete.A Constituição estipula que o Governo deve se demitir após as eleições legislativas e que um novo Governo deve ser eleito em um prazo máximo de duas semanas.O comunicado acrescentou que o xeque Sabah agradeceu oprimeiro-ministro e os ministros por todos os seus esforços a serviço do país.Os resultados das eleições parlamentares de quinta-feira deram a vitória aos candidatos da oposição, encabeçada por candidatos islâmicos e também integrada por liberais e independentes, que obtiveram 35 das 50 cadeiras da Câmara.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.