Emirados Árabes acenam com perdão da dívida do Iraque

Os Emirados Árabes Unidos disseram-se dispostos a perdoar a maior parte da dívida de US$ 3,8 bilhões do Iraque. O anúncio segue-se a concessões similares feitas por nações da Europa e Ásia. A disposição dos Emirados foi exposta pelo príncipe real do Abu Dhabi, xeque Khalifa bin Zayed, após visita do negociador especial nomeado pelos EUA para tratar da dívida iraquiana, James Baker.O xeque disse que seu governo entrará em conversações com a futura administração iraquiana, que deve tomar posse em 1º de julho. Ele disse que a maior parte da dívida será perdoada se a negociação correr bem. O Iraque deve cerca de US$ 80 bilhões a nações árabes.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.