Emirados Árabes Unidos negam visto a tenista de Israel

Os Emirados Árabes Unidos negaram visto à tenista israelense Shahar Peer, que ficou impedida de disputar o campeonato de tênis de Dubai, segundo informaram organizadores do torneio. O campeonato terá a participação das dez melhores tenistas do ranking da WTA. Peer, número 48 do mundo, foi informada hoje que seu visto foi negado, de acordo com seu irmão e porta-voz, Shlomi Peer. A atleta deveria enfrentar a russa Anna Chakvetadze na segunda-feira pela primeira rodada da competição. O chefe executivo da WTA, Larry Scott, disse que o torneio ficou "profundamente decepcionado" com a decisão. "Peer ganhou o direito de jogar no campeonato e é lamentável que os Emirados Árabes Unidos estejam negando a ela este direito", afirmou, em comunicado.Os Emirados Árabes Unidos não possuem relações diplomáticas com Israel, mas israelenses têm entrado no país para eventos econômicos e esportivos utilizando passaportes de outros países. Em algumas ocasiões, portadores de passaportes israelenses tiveram permissão para participar de reuniões realizadas pela Organização das Nações Unidas (ONU) ou de outras agências internacionais.Ainda não está claro se a tenista iria viajar com o passaporte israelense. Autoridades dos Emirados Árabes Unidos não estavam disponíveis para comentar a decisão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.