Emirados determinam congelamento de contas de suspeitos

O Banco Central dos Emirados Árabes Unidos anunciou que ordenou a todas as instituições financeiras que operam em seu território que congelem as contas bancárias e os investimentos de 26 pessoas e organizações suspeitas de financiar atividades terroristas. A ordem reforça a promessa do governo dos Emirados em combater o terrorismo após os ataques no território norte-americano do dia 11 de setembro. A lista do BC engloba 11 indivíduos e 15 organizações com indícios de ligações com o terrorismo, incluindo com o saudita Osama bin Laden, apontado como principal suspeito de ser o mentor dos ataques terroristas nos EUA. A lista toma como referência os nomes já destacados pelo governo americano. As informações são da agência Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.