Emirates suspende voos para Guiné

A empresa, que tem sede em Dubai, informou que os voos para a capital guineense, Conacri, foram suspensos no início do sábado até novo aviso

AE, Estadão Conteúdo

03 de agosto de 2014 | 08h57

A Emirates Airlines disse neste domingo que suspendeu voos para Guiné por causa de preocupações sobre a propagação do vírus de Ebola no local. A empresa, que tem sede em Dubai, informou que os voos para a capital guineense, Conacri, foram suspensos no início do sábado até novo aviso.

Juntamente com Libéria e Serra Leoa, a Guiné está tentando conter um surto da doença, que já matou mais de 700 pessoas desde março.

A companhia disse também que vai continuar os voos para Senegal, que faz fronteira com a Guiné, ao alegar que o processo "será guiado pelas atualização de autoridades internacionais de saúde". Fonte: Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
GuinéEbolaVoos

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.