Emissão de dióxido de carbono cai 3,1% na Europa

As emissões de dióxido de carbono dentro do sistema de negociação de direitos de emissão da União Europeia (UE), conhecido pela sigla ETS, caíram 3,1% em 2008 na comparação com 2007, informou a Comissão Europeia nesta sexta-feira. As emissões combinadas dos 27 países membros da União Europeia (UE), excluindo a Bulgária, tiveram redução de 20,6 bilhões de toneladas métricas no ano passado.

AE, Agencia Estado

15 de maio de 2009 | 12h06

"A desaceleração econômica foi fortemente sentida nos setores cobertos pelo ETS, mas a queda nas emissões também se deu em razão de medidas de redução de emissões tomadas pelas instalações", diz a nota da comissão. O ETS é o mercado europeu para negociação de permissões para emitir CO2, no qual companhias podem comparar mais direitos se precisarem emitir mais gases do efeito estufa ou vendê-los, se poluírem menos.

O sistema é uma forma de assegurar que as emissões são limitadas e desde 2008 incluem países não pertencentes à UE, como Noruega e Islândia. A comissão excluiu a Bulgária porque seus dados sobre emissões estavam incompletos. As emissões caíram em países importantes como Alemanha e França, mas subiram em outros como Reino Unido, Bélgica e Holanda. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
ambienteUEcarbonoemissões

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.