Emissões de CO2 da China atingirão pico em 2030

As emissões chinesas de dióxido de carbono atingirão seu pico em 2030 se o governo continuar a desenvolver energia renovável e melhorar sua eficiência energética, disse o jornal estatal China Daily nesta terça-feira, citando um comitê formado pela Comissão Nacional de Desenvolvimento e Reforma e pelo Centro de Pesquisa e Desenvolvimento, sob o Conselho de Estado.

AE-DOW JONES, Agencia Estado

18 de agosto de 2009 | 04h10

No relatório Emissões de CO2 e Energia da China em 2050, o grupo afirma que o crescimento das emissões pode desacelerar depois de 2020 com as "políticas certas" em andamento - e atingir seu pico em 2030, reportou o jornal.

O painel recomendou que o governo invista uma média de US$ 146 bilhões por ano no desenvolvimento de tecnologia de baixo-carbono até 2050, de acordo com o jornal.

Tudo o que sabemos sobre:
ChinaemissãoC02

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.