08.09.2015
08.09.2015

Emissora húngara demite cinegrafista por agredir refugiados

Petra Laszlo derrubou homem com criança no colo e chutou um jovem e uma menina

O Estado de S. Paulo

08 Setembro 2015 | 21h19

BUDAPESTE - Uma cinegrafista da tevê húngara N1TV foi flagrada derrubando um refugiado com uma criança no colo e chutando outros dois quando eles fugiam da polícia no campo de acolhimento de Roszke, na fronteira com a Sérvia.

A emissora disse que demitiu a cinegrafista. Segundo o jornal britânico The Guardian, a N1TV teria ligação com o partido de extrema direita Jobbik, que é contrário à imigração.

Petra Laszlo estava filmando refugiados correndo da polícia húngara quando um imigrante passou em sua frente com uma criança no colo. Na filmagem feita por outro cinegrafista, ela aparece esticando a perna na frente do homem e derrubando-o. Em outra sequencia, Petra chuta um rapaz e, em seguida, uma menina.

A Hungria vem sendo criticada por ter retido milhares de imigrantes na estação de trem de Budapeste, impedindo-os de seguir viagem para a Áustria e a Alemanha, ou por confiná-los em campos de refugiados cercados por policiais com cães e munidos com spray de pimenta.

Mais conteúdo sobre:
Hungria cinegrafista agressão Petra Laszlo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.