Steve Pope/Efe
Steve Pope/Efe

Emocionado, Obama encerra campanha em Iowa e relembra 2008

Estado onde democrata iniciou campanha quatro anos atrás está dividido para as eleições

Reuters

06 de novembro de 2012 | 07h55

DES MOINES - O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, encerrou com emoção seu último evento de campanha na segunda-feira, 5, em Iowa, lugar onde lançou a primeira candidatura para a Casa Branca e que pode ser a chave para seu futuro político.

 

Depois de dois dias de viagem quase ininterruptos pelos Estados decisivos de Ohio, Flórida, Colorado, New Hampshire e Wisconsin, Obama terminou a campanha em Des Moines com um discurso que relembrou a vitoriosa campanha de 2008.

 

"Eu voltei para Iowa para pedir seu voto mais uma vez. Voltei para pedir a vocês para nos ajudar a terminar o que começamos, porque este é o lugar onde nosso movimento por mudança começou", disse a uma multidão de cerca de 20 mil pessoas. A voz de Obama fraquejou e ele enxugou lágrimas de seus olhos ao refletir sobre aqueles que o ajudaram em sua campanha.

O comício durante a noite foi o último esforço para a reeleição de Obama em 2012. Ao contrário de seu rival republicano Mitt Romney, que tem paradas planejadas na Pensilvânia e Ohio no dia da eleição, Obama está programado para passar toda a terça-feira em sua cidade natal, Chicago.

Em 2008, Iowa impulsionou Obama para a nomeação presidencial democrata quando o apoiou durante as primárias do Partido Democrata. Obama venceu a então rival Hillary Clinton para a nomeação de seu partido e depois superou o senador republicano John McCain para chegar à Casa Branca. Este ano Iowa é outro Estado indefinido, com seis votos no Colégio Eleitoral que poderiam dar-lhe a vantagem na corrida contra Romney, ex-governador de Massachusetts.

Obama contou a história da mulher que criou o canto "Fired up, and ready to go". Essa frase veio a simbolizar a campanha de 2008. "Isso mostra o que uma voz pode fazer. Uma voz pode mudar uma sala. E se pode mudar uma sala, pode mudar uma cidade. E se pode mudar uma cidade, pode mudar um Estado. E se pode mudar um Estado, pode mudar uma nação. E se pode mudar uma, pode mudar o mundo", disse. "Iowa, em 2008, sua voz mudou o mundo."

A primeira-dama Michelle Obama, que já cruzou os Estados Unidos comandando eventos políticos para o marido, juntou-se ao presidente para o comício. "Verdadeiramente, este é o lugar onde tudo começou - bem aqui", disse ela em meio a aplausos da multidão. Obama viajou para Iowa 12 vezes este ano, segundo a sua campanha.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.