Empreiteiro vai derrubar trecho do muro de Berlim

Um empreiteiro alemão rejeitou pedidos para interromper os trabalhos de remoção de um dos últimos trechos restantes do Muro de Berlim, apesar de grandes protestos. Maik Uwe Hinkel afirmou que o serviço de demolição do pedaço de 22 metros, que faz parte de um trecho de 1,3 km, será retomado na próxima semana.

Agência Estado

02 de março de 2013 | 14h38

Na sexta-feira, centenas de manifestantes impediram os funcionários de remover as 19 placas de concreto, cada uma com 1,2 metro de largura, que devem ser demolidas para abrir caminho para uma rua que dará acesso a um condomínio residencial de luxo que está sendo construído nas margens do rio Spree.

Em comunicado divulgado neste sábado, Hinkel disse que sua empresa tem todas as licenças necessárias para retirar as placas de concreto e que a rua a ser construída vai favorecer também a reconstrução de uma ponte destruída durante a 2ª Guerra Mundial. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
AlemanhaguerramuroBerlimdemolição

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.