Empresa aérea voltará com a atividade dos Airbus A380

Aeronaves estavam foram de operação desde o início de novembro, quando um dos aviões tiveram problemas com um dos motores

Efe

23 de novembro de 2010 | 02h40

SIDNEY, AUSTRÁLIA - AA companhia aérea australiana Qantas anunciou na segunda-feira, 23, que restabelecerá, a partir de sábado, os voos de seus seis Airbus A380, fora de atividade desde o incidente com um motor que explodiu em pleno voo no início de novembro.

"Estamos completamente seguros com a operabilidade dos aviões", assinalou Alan Joyce, chefe-executivo da Qantas.

Joyce apontou que no próximo sábado será restabelecido o voo do primeiro dos seus A380 entre Sydney e Londres, com escala em Cingapura, e que outras três aeronaves estarão operando até o Natal.

Em 4 de novembro, um Airbus A380 da Qantas que ia a Sydney precisou retornar ao aeroporto de Cingapura ao sofrer uma explosão após pegar fogo um dos motores da fabricante britânica Rolls-Royce.

A aterrissagem de emergência não deixou feridos os 433 passageiros e 26 tripulantes que viajavam no avião.

Apesar do incidente, a companhia aérea australiana indicou que seguirá com o processo de aquisição dos 14 aviões do modelo que já foram encomendados ao consórcio europeu Airbus.

A Rolls-Royce se comprometeu a resolver o problema do vazamento de óleo nos motores "Trent 900", ao tempo que a Airbus reconheceu que se trata do primeiro problema técnico grave em um A380 em três anos, desde que entrou em serviço o maior avião de passageiros do mundo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.