Empresa americana vai reconstruir rede de TV no Iraque

Um empreiteiro do setor de defesa dos Estados Unidos, mais conhecido por produzir equipamento de comunicação militar, ganhou um contrato no valor de US$ 96 milhões para reconstruir uma estação de TV iraquiana, criticada por ter uma cobertura fraca e lenta dos eventos locais.A Harris Corp. terá um ano para levar os equipamentos da Al-Iraqiya ao padrão contemporâneo, informa a empresa. Seus parceiros - a Lebanese Broadcasting Company e a Al-Fawares, uma empresa de capital iraquiano e kuwaitano - treinarão a equipe do canal, segundo informe da companhia americana.O grupo também assumirá um jornal de distribuição nacional, o Al-Sabah, e duas estações de rádio de Bagdá. Todas essas empresas, assim como a Al-Iraqiya, eram usadas como veículo de propaganda por Saddam Hussein, segundo a Harris. Um plano para agrupar as empresas de mídia iraquianas num conglomerado único, a Iraqi Media Network, foi elaborado pelo Departamento de Estado dos EUA após a invasão do país.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.