AFP PHOTO / Brendan Smialowski
AFP PHOTO / Brendan Smialowski

Empresa Arkema diz não ter como evitar incidente químico no Texas

O Condado de Harris ordenou a retirada de moradores em um raio de 2,4 quilômetros da empresa que produz produtos químicos orgânicos.

O Estado de S.Paulo

30 Agosto 2017 | 18h08

HOUSTON - O presidente-executivo da Arkema na América do Norte, Richard Rowe, disse nesta quarta-feira, 30, que a empresa não tem meios de impedir que produtos químicos entrem em combustão ou explodam em sua fábrica fortemente inundada em Crosby, no Texas.

A empresa retirou os funcionários restantes do local na terça-feira e o Condado de Harris ordenou a retirada de moradores em um raio de 2,4 quilômetros da empresa que produz produtos químicos orgânicos.

Rowe disse a jornalistas que a companhia prevê que produtos químicos no local entrem em combustão ou explodam dentro dos próximos seis dias.

Ele afirmou que a empresa não tem como evitar um incêndio ou explosão potencial da fábrica que está submersa com cerca de 1,83 m de água após a tempestade Harvey atingir a região do Texas, causando inundações enormes. / REUTERS

Mais conteúdo sobre:
Texas [Estados Unidos] furacão

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.