Empresa deve fechar reatores de usina nuclear no Japão

Tepco diz que fechamento de quatro reatores de Fukushima pode ser única opção

Agência Estado

30 Março 2011 | 09h53

 

 

TÓQUIO - A companhia Tokyo Electric Power (Tepco), proprietária da usina nuclear Fukushima Daiichi, no Japão, afirmou nesta quarta-feira, 30, que pode fechar permanentemente quatro reatores. "Haverá pouca chance, a não ser fechar os reatores de 1 a 4", disse o presidente da Tepco, Katsumata Tsunehisa, em entrevista à imprensa. A usina, que possui seis reatores, vem emitindo radiação desde que foi danificada pelo terremoto e pelo tsunami no dia 11 no país.

 

Veja também:

especial Infográfico: Entenda o terremoto maiores tragédias dos últimos 50 anos

especial Especial: A crise nuclear japonesa

documento Relatos: envie textos, vídeos e fotos para portal@grupoestado.com.br

som Território Eldorado: Ouça relato do embaixador e de brasileiros no Japão

blog Arquivo Estado: Terremoto devastou Kobe em 1995

Segundo Tsunehisa, o destino dos reatores 5 e 6 deve ser decidido em conversas com o governo e as comunidades próximas. No entanto, o porta-voz do governo do Japão, Yukio Edano, disse que os outros dois reatores também serão permanentemente fechados, segundo informações da agência de notícias Kyodo. Edano afirmou que os reatores 5 e 6 serão fechados mesmo que eles não tenham apresentado danos.

Em outro comunicado, a Tepco informou que havia fumaça saindo da sala da turbina da usina Daini, a 11 quilômetros da Daiichi. A usina Daini também está paralisada e, segundo a empresa, a fumaça deve ser fruto de um problema em um circuito elétrico. A agência de segurança nuclear, porém, afirmou que não havia risco de vazamento radioativo nesse caso. As informações são da Dow Jones.

 

 

Mais conteúdo sobre:
Japão terremoto crise nuclear usina reatores

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.