Empresa deve fechar reatores de usina nuclear no Japão

Tepco diz que fechamento de quatro reatores de Fukushima pode ser única opção

Agência Estado

30 de março de 2011 | 09h53

 

 

TÓQUIO - A companhia Tokyo Electric Power (Tepco), proprietária da usina nuclear Fukushima Daiichi, no Japão, afirmou nesta quarta-feira, 30, que pode fechar permanentemente quatro reatores. "Haverá pouca chance, a não ser fechar os reatores de 1 a 4", disse o presidente da Tepco, Katsumata Tsunehisa, em entrevista à imprensa. A usina, que possui seis reatores, vem emitindo radiação desde que foi danificada pelo terremoto e pelo tsunami no dia 11 no país.

 

Veja também:

especial Infográfico: Entenda o terremoto maiores tragédias dos últimos 50 anos

especial Especial: A crise nuclear japonesa

documento Relatos: envie textos, vídeos e fotos para portal@grupoestado.com.br

som Território Eldorado: Ouça relato do embaixador e de brasileiros no Japão

blog Arquivo Estado: Terremoto devastou Kobe em 1995

Segundo Tsunehisa, o destino dos reatores 5 e 6 deve ser decidido em conversas com o governo e as comunidades próximas. No entanto, o porta-voz do governo do Japão, Yukio Edano, disse que os outros dois reatores também serão permanentemente fechados, segundo informações da agência de notícias Kyodo. Edano afirmou que os reatores 5 e 6 serão fechados mesmo que eles não tenham apresentado danos.

Em outro comunicado, a Tepco informou que havia fumaça saindo da sala da turbina da usina Daini, a 11 quilômetros da Daiichi. A usina Daini também está paralisada e, segundo a empresa, a fumaça deve ser fruto de um problema em um circuito elétrico. A agência de segurança nuclear, porém, afirmou que não havia risco de vazamento radioativo nesse caso. As informações são da Dow Jones.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.