Empresa do Kuwait paga suborno para atuar no Iraque

Dois funcionários da empresa americana Halliburton aceitaram cerca de US$ 6 milhões em suborno de uma companhia kuwaitiana que ganhou contratos para suprir tropas dos EUA no Iraque, informou The Wall Street Journal. A própria Halliburton teria revelado esta semana a suposta irregularidade para o escritório do inspetor-geral do Pentágono.Os dois empregados, que foram demitidos, trabalhavam para uma subsidiária da Halliburton, Kellogg Brown & Root, no Kuwait, a mesma divisão acusada de ter vendido combustível superfaturado para as tropas americanas no Iraque.No caso atual, os empregados da Halliburton teriam recebido o suborno depois de a companhia do Kuwait ter ganho lucrativos subcontratos. A Halliburton disse ao Journal que a companhia rapidamente informou ao Pentágono sobre a impropriedade, que, acrescentou, "foi detectada através de procedimentos de controle internos".Democratas têm exigido novas investigações nos contratos entregues sem concorrência à Halliburton, que foi administrada pelo vice-presidente Dick Cheney e é uma grande contribuinte para as campanhas eleitorais de Bush.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.