Empresa encontra novo vazamento de água radioativa na usina de Fukushima

É o 2º incidente anunciado pela Tepco em uma semana, que minimizou consequências para o meio ambiente

O Estado de S. Paulo,

07 de abril de 2013 | 10h08

A Tepco, operadora da usina nuclear acidentada de Fukushima, no Japão, informou neste domingo, 7, que ocorreu um novo vazamento de água radioativa de um depósito subterrâneo de armazenamento, mas minimizou suas consequências para o meio ambiente.

A empresa já havia anunciado que cerca de 120 toneladas do líquido contaminado tinham vazado na noite de sexta-feira, 5, de um dos sete depósitos da usina, situado a 800 metros do oceano.

Foram detectados elementos radioativos na água acumulada entre o solo que circunda o tanque e a parede externa de um revestimento impermeável no fundo do depósito, mas a Tepco avalia ser pouco provável que a água radioativa possa chegar até o mar.

"Uma quantidade mínima de água vazou do depósito, apesar de termos constatado que não há uma redução do nível de água no interior do tanque", assegurou a empresa em comunicado.

Transporte. Na sexta-feira, a empresa havia comunicado que cerca de 120 toneladas de água podem ter violado o revestimento interno do tanque e uma parte pode ter vazado para o solo. A Tepco está transportando a água para um tanque próximo, da planta Dai-chi, em Fukushima, um processo que pode levar vários dias.

A água contaminada na usina, que sofreu múltiplos colapsos após o terremoto e subsequente tsunami, em março de 2011, que devastaram o nordeste do Japão, vazou para o mar diversas vezes durante a crise.

Especialistas suspeitam que tem havido um contínuo vazamento para o oceano por meio do sistema de água subterrâneo, citando altos níveis de contaminação entre peixes capturados nas águas ao lado da instalação. (Com agências internacionais)

Tudo o que sabemos sobre:
fukushima

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.