AP Photo/Pavel Golovkin
AP Photo/Pavel Golovkin

Empresa russa planeja abrir fábrica de fuzis Kalashnikov na Venezuela em 2019, diz agência

Acordo de comércio exterior seria feito utilizando moedas locais, e não o dólar, informou RIA; empresa também começará a exportar sistema de defesa antimísseis, de acordo com a Interfax

O Estado de S.Paulo

21 Agosto 2018 | 13h52

MOSCOU - A Rússia planeja abrir em 2019 uma fábrica de fuzis Kalashnikov na Venezuela, disse a empresa exportadora de armas russa Rosoboronexport nesta terça-feira, 21, segundo a agência de notícias RIA. 

A Rosoboronexport informou, ainda, que utilizará moedas locais nos acordos de comércio exterior, e não o dólar, segundo a RIA.

Segundo a agência Interfax, em 2019 a empresa também começará a exportar seu sistema avançado de defesa antimísseis S-400 à Turquia.

Os Estados Unidos têm expressado preocupação de que a implementação do sistema S-400 pela Turquia, integrante da Otan (Organização do Tratado do Atlântico Norte), possa colocar em risco a utilização de diversas armas americanas utilizadas pelos turcos, como o caça F-35. / REUTERS

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.