Empresa turca deixa o Iraque para salvar funcionário

A empresa turca Renay International anunciou hoje sua retirada do Iraque para salvar a vida de um de seus empregados que foi seqüestrado no país árabe por um grupo de insurgentes, informou a agência de notícias Anatolia. O grupo, autodenominado Movimento de Resistência Islâmica Brigadas Al-Noaman, divulgou um vídeo no qual mostrava um homem barbudo, a quem identificou como um caminhoneiro turco, sentado em frente a um quadro negro escrito com o nome do bando em árabe.Os seqüestradores ameaçaram decapitar o turco, a quem a agência identificou como Mithat Civi, caso a empresa não deixasse de trabalhar no Iraque. O vídeo foi transmitido ontem pela rede de televisão Al-Arabiya.A empresa de transporte internacional com sede em Antakya, no sul da Turquia, anunciou hoje que estava suspendendo definitivamente suas operações no Iraque, informou a agência.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.