Empresário cria fundo para multa contra véu

O empresário francês Rachid Nekkaz criou um fundo de 1 milhão de euros para pagar multas emitidas contra mulheres que usarem o véu islâmico integral na Bélgica e na França - países que proíbem o uso da burca e do niqab. Ontem, ele pagou as duas primeiras multas de 50 impostas a duas mulheres em Bruxelas. O empresário ainda disse que pretende processar a Bélgica e a França por causa das leis.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.