Empresário é culpado por caso da maleta

Um empresário venezuelano foi condenado ontem, em Miami, a 15 meses de prisão por envolvimento no chamado "caso da maleta". Carlos Kauffman foi considerado culpado de ser agente venezuelano e conspirar para ocultar a origem e o destino de uma maleta com US$ 800 mil apreendida no aeroporto de Buenos Aires em 2007. O dinheiro seria uma doação de Hugo Chávez para a campanha de Cristina Kirchner.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.