Empresário é preso por vazamento de lama

A polícia húngara prendeu ontem Zoltan Bakonyi, o diretor geral da MAL, proprietária da fábrica responsável pelo vazamento, dia 4, da lama tóxica vermelha que chegou ao Rio Danúbio. Ontem, o último corpo foi encontrado, elevando a oito o número de mortos na tragédia ecológica. Há 45 pessoas hospitalizadas, 2 em estado grave. O Estado pode assumir o controle da empresa.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.