Empresários do Brasil chegam hoje a Teerã

Para diplomatas, visita é interpretada como tentativa de impedir que o Irã fique isolado da[br]comunidade internacional

Jamil Chade, O Estado de S.Paulo

12 de abril de 2010 | 00h00

Chega hoje à capital iraniana uma delegação de 80 empresários brasileiros, liderados pelo ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Miguel Jorge. Segundo assessores do ministro, um encontro com o presidente Mahmoud Ahmadinejad deve ocorrer amanhã. O MDIC diz que a viagem tem apenas objetivos comerciais. "Faz parte da estratégia de governo federal de diversificar os parceiros comerciais do país e aumentar as vendas dos produtos brasileiros no exterior", disse o ministério. Mas a viagem é vista pela diplomacia europeia como sinal de que o Brasil desafiará tentativas de criar mais dificuldades ao governo iraniano. Já o Irã quer mostrar que o país não está sozinho. Em uma tentativa de indicar proximidade, Ahmadinejad enviou ontem uma mensagem de condolência ao Brasil pelas chuvas no Rio de Janeiro.

O país já é o maior parceiro comercial do Brasil na região e fontes em Teerã indicam que empresas podem sair da viagem com acordos assinados. O MDIC não quis divulgar quais empresas estariam acompanhando Jorge. Os principais produtos exportados pelo Brasil ao Irã hoje são de origem agrícola, como carne bovina, milho, açúcar de cana e farelo e óleo de soja.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.