Enchentes causam destruição ao redor do mundo

Milhares de pessoas trabalharam nesta segunda-feira para reforçar diques de sacos de areia e esvaziar cidades perante a ameaça da enchente de cem quilômetros ao longo do Rio Vistula, o maior da Polônia, após uma semana de chuvas torrenciais. As inundações ameaçavam dezenas de cidades no centro da Polônia, depois de as semanas de tempestades e enchentes terem deixado pelo menos 25 mortos e causado danos estimados em milhões de dólares no sul do país. Na Coréia do Sul, chuvas torrenciais atingiram o centro e o norte do país, deixando pelo menos três mortos e outros três desaparecidos, informaram hoje funcionários da agência sul-coreana de desastres. No Chile, duas pessoas morreram em decorrência de um forte temporal que açoitou a zona centro-sul do país, informaram fontes oficiais. Os dois mortos, entre os quais um menino de 10 anos, foram encontrados em Valparaíso, a 120 quilômetros de Santiago. A tempestade deixou também dezenas de desabrigados e causou enchentes. Nos Estados Unidos, milhares de moradores de Virgínia e Virgínia Ocidental deixaram suas casas, fugindo das enchentes que avançavam pela região, na terceira vez em um mês. Duas pessoas morreram.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.