Enchentes causam estragos no Quênia, alerta ONU

A Organização das Nações Unidas (ONU) afirmou hoje que seis mil quenianos tiveram que deixar suas casas por causa das enchentes no país. Milhares de outros perderam ainda suas criações e plantações. O Escritório para Coordenação de Assuntos Humanitários da ONU informou que as chuvas fortes no distrito de Mandera, no nordeste do Quênia, deixaram ainda três pessoas mortas. Ainda segundo o órgão, 150 mil pessoas na cidade correm o risco de contrair doenças, pois fontes de água foram contaminadas com esgoto. Em outro distrito da região, Turkana, 7.500 pessoas foram afetadas pelas enchentes e 16 pessoas estão desaparecidas. Uma pessoa morreu por causa das chuvas neste mês no local, segundo a ONU.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.