Enchentes deixam 2 mortos e desalojam 3 mil argentinos

Duas pessoas morreram e pelo menos 3.000 foram retiradas das suas casas por causa dos temporais que castigaram nos últimos dois dias o norte da província de Buenos Aires. A localidade de San Antonio de Areco foi diretamente afetada pelas enchentes, disseram as autoridades argentinas.

AE-AP, Agencia Estado

28 de dezembro de 2009 | 19h10

Um menino de 10 anos e um jovem de 19 morreram afogados quando o riacho que cruza o município de Pergamino transbordou.

Em San Antonio de Areco, 3 mil pessoas tiveram que deixar suas casas. O rio Areco transbordou e inundou a zona histórica da cidade.

O Serviço de Meteorologia da Argentina mantém o alerta de tempestades para sete províncias do país, entre elas a de Buenos Aires.

Tudo o que sabemos sobre:
Argentinaenchentesmortesdesalojados

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.