Enchentes e deslizamentos matam 16 no sul do México

As autoridades mexicanas disseram que pelo menos 16 pessoas foram mortas nos vários dias de enchentes e deslizamentos de terra no sul do país. O presidente do México, Felipe Calderón, disse que o número de mortos subiu para 12 no Estado de Veracruz, durante o final de semana, quando tempestades provocadas pela passagem do furacão Karl alagaram regiões e causaram deslizamentos.

AE-AP, Agência Estado

20 de setembro de 2010 | 19h31

Funcionários locais disseram que duas pessoas foram mortas quando suas casas foram destruídas nos Estados de Guerrero e Oaxaca. Calderón falou durante uma visita a Veracruz, que já sofre com semanas de enchentes.

Saques irromperam em supermercados de Veracruz, com pessoas carregando sacolas de comida para fora das lojas parcialmente alagadas. O secretário de Segurança Pública do Estado, Sergio López, disse que pelo menos 11 pessoas foram detidas.

Tudo o que sabemos sobre:
ambienteenchentesMéxico

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.