Enchentes em Jacarta deixam três mortos e cem mil deslocados

Há três meses, chuvas provocaram enchentes que geraram ondas com altura suficiente para surfar

EFE

04 de fevereiro de 2008 | 05h44

Pelo menos três pessoas morreram e quase cem mil foram deslocadas pelas fortes inundações que afetaram nos últimos quatro dias a capital da Indonésia, informa nesta segunda-feira a imprensa local. Todos os caminhos para o aeroporto, que na sexta-feira ficou fechado por várias horas, continuam inacessíveis, dezenas de vôos estão atrasados, e os engarrafamentos duram até doze horas na cidade. No domingo de manhã, quinze automóveis que estavam com água a quase um metro de altura tiveram que ser retirados com um guindaste mecânico, enquanto as crianças brincavam na piscina gigante em que Jacarta tinha se transformado mais uma vez. Há três meses, outra série de chuvas provocou enchentes que afetaram um dique e deixou totalmente submersa a estrada de pedágio ao aeroporto, gerando ondas com altura suficiente para surfar. Em fevereiro de 2007, a capital indonésia sofreu as piores inundações de sua história, que afetaram praticamente toda a cidade e deixaram um saldo de mais de 80 mortos e cerca de 400 mil deslocados.

Tudo o que sabemos sobre:
Jacartaenchente

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.