Enchentes isolam 20 mil pessoas na costa da Austrália

Milhares de pessoas ficaram isoladas em decorrência de inundações neste domingo na Austrália. As fortes chuvas deixaram dois mortos, danificaram casas e derrubaram árvores em Sydney.

AE, Agência Estado

24 de fevereiro de 2013 | 17h40

O Serviço de Emergência do Estado (SES) informou que o rio Macleay atingiu um nível menor do que se previa em Kempsey, 350 km ao norte da capital do Estado de New South Wales, e a cidade aparentemente escapou das enchentes. Mas o litoral norte, incluindo as cidades de Port Macquarie e Taree, continuam sob vigilância, assim como a área de Hawkesbury-Nepean, no oeste de Sydney. "Na maioria das outras áreas as inundações estão diminuindo", informou o serviço em um comunicado.

"O isolamento de cerca de 20 mil pessoas nas costas norte e médio-norte continua uma preocupação. O Serviço de Emergência de New South Wales está monitorando as áreas isoladas e fornecerá reabastecimento ou evacuação médica, se necessário."

O SES informou ter realizado 66 resgates por causa das inundações, e a primeira-ministra australiana, Julia Gillard, pediu que as pessoas evitem as enchentes, se possível. No sábado, o corpo de um homem foi encontrado em seu carro submerso em uma rodovia cerca de 20 quilômetros ao noroeste de Grafton, também na costa norte de New South Wales. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
Áustráliaenchentes

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.