Enchentes matam 30 na Bolívia; país recebe ajuda

Fortes chuvas e inundações já mataram 30pessoas e afetaram quase 25 mil famílias desde dezembro naBolívia, disse na sexta-feira o Ministério da Defesa. O governodeclarou estado de emergência nacional nesta semana, diante dapiora da situação, e entidades humanitárias internacionaisofereceram ajuda ao país. Várias casas foram destruídas por deslizamentos na regiãode La Paz, e torrentes mataram pai e filho na rica zona sul dacidade. Especialistas em desastres da ONU devem começar a chegar àBolívia na noite de sexta-feira para avaliar os danos e ampliara ajuda. A Organização dos Estados Americanos (OEA) tambémpretende enviar auxílio, disse seu secretário-geral, JoséMiguel Insulza, na quinta-feira, durante visita de dois dias aopaís. O excesso de chuvas é atribuído ao fenômeno La Niña,ocorrido no oceano Pacífico. Santa Cruz, Beni, Cochabamba eChuquisaca são os Departamentos mais atingidos. Algumasestradas foram muito danificadas. Cerca de 10 mil hectares de plantações foram destruídas, eos danos totais são estimados em cerca de 30 milhões dedólares, segundo o governo. Já foram confirmados 71 casos de dengue, e há outros 700casos suspeitos, segundo a ONU.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.