Enchentes matam ao menos 33 no noroeste do Paquistão

Enchentes provocadas por chuvas de monção assolaram um vilarejo no noroeste do Paquistão, matando ao menos 33 pessoas, disse um oficial do governo na sexta-feira.

REUTERS

26 de agosto de 2011 | 10h34

Equipes de resgate buscavam sobreviventes depois de ao menos 63 pessoas terem desaparecido quando chuvas pesadas na quarta à noite fizeram um rio transbordar no distrito remoto de Kohistan, na província de Khyber-Pakhtunkhwa.

"Nós recuperamos 33 corpos e a busca continua pelas demais pessoas desaparecidas", disse o principal administrador da região, Imtiaz Hussain, à Reuters.

No ano passado, as chuvas de monção causaram as piores enchentes na história do Paquistão, com as regiões no noroeste do país entre as mais duramente atingidas. Cerca de 2.000 pessoas morreram e 18 milhões foram afetadas pelas enchentes, sendo que 11 milhões ficaram sem moradia.

Tudo o que sabemos sobre:
PAQUISTAOENCHENTES*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.