Enchentes na Ásia deixam 20 milhões desabrigados

Continuidade das chuvas dificulta ação de equipes de resgate; ao menos 150 pessoas já morreram

BBC Brasil, BBC

03 de agosto de 2007 | 07h18

As fortes chuvas de monções que atingem a Índia, Bangladesh e Nepal já deixaram mais de 20 milhões de pessoas desabrigadas. As fortes enchentes em vários países da Ásia também já mataram mais de 150 pessoas, e não há perspectivas de que a situação vá melhorar nos próximos dias, já que a previsão é de ainda mais tempestades. Como as chuvas continuam a atingir a região, especialmente o sul da Ásia, equipes de resgate estão tendo dificuldades em fornecer comida, água e outros bens essenciais para as vítimas. Temporadas de enchentes são comuns nesta época do ano para a região, mas as chuvas deste ano provocaram algumas das piores ocorrências em duas décadas em partes da Índia, do Nepal e de Bangladesh. As enchentes danificaram inúmeras estradas e pontes nesses países, dificultando o acesso de equipes de assistência às vítimas - muitas das quais estão ilhadas nos telhados de suas casas. A previsão meteorológica é de que chuvas ainda mais intensas cairão nos próximos dias, principalmente na região central da Índia. Até o momento, a região havia sido poupada pelas fortes chuvas. As mais graves enchentes na Índia se deram nos Estados de Bihar, Uttar Padesh e Assam. O Exército e a Força Área do país se uniram a equipes de resgate para auxiliar as vítimas, que até o momento chegam a 12 milhões de pessoas. Mas muitas das pessoas atingidas pelas enchentes protestaram contra a escassez de alimentos e entraram em choque com policiais em diversos campos de refugiados, em Assam, onde a situação está mais grave. A estrada que liga os sete Estados a Assam está alagada em diversos trechos e mais de 60 pontes na região caíram.  A impossibilidade de se locomover na região já perdura há uma semana. Em Bangladesh, milhares de famílias desabrigadas estão buscando refúgio em outras áreas do país, menos atingidas pelas chuvas. Muitas delas estão levando paredes e telhados de suas casas, a fim de reconstruí-las em outros locais. No Nepal, a Cruz Vermelha disse que, além de enchentes, as chuvas causaram também deslizamentos, e atingiram duramente diversos distritos da região de Terai - a mais populosa e com a mais próspera agricultura do Nepal. O tempo vem melhorando no país, mas os estoques de comida estão acabando e existe um risco de que águas poluídas possam causar doenças e prejudicar colheitas em caráter permanente. O governo do Nepal deverá pedir nesta sexta-feira uma ajuda adicional para comunidade internacional.   BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.