Enchentes na Austrália deixam 2 desaparecidos

Duas pessoas estão desaparecidas e uma terceira foi resgatada de enchentes em meio às fortes tempestades que atingem o nordeste da Austrália neste domingo, fazendo com que mais de mil pessoas deixassem suas casas. Helicópteros do exército estão a postos no Estado de Queensland, onde as tempestades geradas pelo ciclone tropical Oswald ameaçam diversas cidades.

EQUIPE AE, Agência Estado

27 de janeiro de 2013 | 14h33

Uma mulher foi resgatada com segurança em Biloela, 600 quilômetros ao nordeste da capital do Estado, Brisbane, após passar oito horas agarrada a uma árvore. Em Gympie, ao norte de Brisbane, três famílias aguardaram nos telhados de suas casas por sete horas antes de serem resgatadas por helicópteros.

Um homem de 27 anos está desaparecido após tentar atravessar um rio e o governador Campbell Newman informou que uma mulher também está desaparecida. "Os serviços de emergência estão procurando uma jovem que parece ter caído com o carro nas águas do Pacific Haven e tememos por sua segurança", disse ele a repórteres.

A polícia informou que o corpo de um homem que estava em um iate foi resgatado das águas ao norte de Bundaberg, região inundada pelo rio Burnett, que atingiu 300 casas. Mais ao norte, em Gladstone, cerca de 900 casas foram abandonadas e diversas cidades foram isoladas pelas águas. Em todo o Estado, aproximadamente 58 mil casas estão sem energia e o número cresce a cada momento, segundo Newman.

Pelo menos um voo internacional foi desviado de Brisbane para Sydney devido aos fortes ventos e o aeroporto regional de Sunshine Coast foi fechado.

As estimativas apontam que mais de um metro de água já caiu na região desde que as chuvas começaram. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
Austráliaenchentes

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.