Enchentes na China matam 55 e ainda deve chover mais

Pelo menos 55 pessoas morreram nosúltimos 10 dias em consequência de chuvas torrenciais eenchentes em regiões no sul da China. Mais tempestades eventania estão previstas para os próximos dias, informou ogoverno neste domingo. Em um comunicado em sua página na Internet, o Ministério deAssuntos Civis da China informou que 1,3 milhão de pessoasforam forçadas a procurar refúgio em áreas mais altas,acrescentando que enviou para as áreas afetadas equipes deprevenção de desastres para ajudar as autoridades locais. A TV estatal mostrou ruas e casas submersas em cidades aolongo do rio Xijiang nas regiões de Guangdong (Cantão) eGuangxi, no sul do país. O Centro Meteorológico Nacional da China informou que asfortes chuvas vão persistir nas áreas afetadas e a precipitaçãonas províncias de Guizhou, Sichuan e Yunnan será de 30 a 79 porcento maior do que no mesmo período no ano passado. Na semana passada tempestades provocaram destruição em HongKong, onde causaram inundações e resultaram no fechamento deestradas e atrasos nos vôos. O tempo anormal e as inundações são os últimos de uma sériede desastres que assolaram a China este ano. As mesmasprovíncias foram seriamente atingidas por baixas temperaturas etempestades de neve em janeiro e fevereiro. A China ainda está se recuperando do terremoto de 12 demaio que devastou a província de Sichuan e matou mais de 69 milpessoas. (Reportagem de Lindsay Beck)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.