Encontradas caixas-pretas de avião que caiu no Irã

Investigadores recuperaram os gravadores de dados e de voz do avião Tupolev Tu-154 que caiu ontem pouco depois de decolar de Teerã, informou hoje a rádio estatal iraniana. Todas as 168 pessoas a bordo da aeronave da Caspian Airlines, que seguia para Ierevã, na Armênia, morreram na tragédia. A rádio citou o investigador Ahmad Majidi para informar que os dois gravadores, também conhecidos como caixas-pretas, haviam sido encontrados e que um deles estava danificado.

AE-AP, Agencia Estado

16 de julho de 2009 | 10h39

Ainda de acordo com Majidi, as caixas-pretas provavelmente serão enviadas para análise na Rússia, onde é fabricado o Tupolev. A causa da tragédia ainda é desconhecida, mas testemunhas disseram que a cauda da aeronave estava em chamas já durante a queda. Os corpos das vítimas foram levados a Teerã a bordo de ambulâncias para identificação.

Na Armênia, familiares das vítimas se preparavam para ir ao Irã identificar seus entes queridos. Havia cinco cidadãos armênios a bordo da aeronave. Diversas outras vítimas integravam a comunidade armênia iraniana. O país amanheceu hoje em luto, com bandeiras a meio mastro e emissoras de rádio e televisão tirando do ar programas de entretenimento em sinal de respeito.

Tudo o que sabemos sobre:
Irãacidenteaviãocaixa-preta

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.