Encontrado no Egito templo de deusa em forma de gato

O Egito informou que arqueólogos descobriram um tempo ptolomaico construído mais de 2 mil anos atrás, que pode ter sido dedicado à antiga deusa Bastet, que tem a forma de um gato.

AE-AP, Agencia Estado

19 de janeiro de 2010 | 14h12

O Conselho Supremo de Antiguidades disse hoje que as ruínas do templo foram descobertas na área de Kom el-Dekkah, na cidade portuária de Alexandria, no Mediterrâneo. Segundo a entidade, acredita-se que o templo pertenceu à rainha Berenice, esposa do rei Ptolomeu III, que governou o Egito no século III a.C.

O arqueólogo que comandou a escavação, Mohammed AbdelMaqsood, disse que as ruínas indicam que esse pode ser o primeiro templo ptolomaico descoberto em Alexandria dedicado a Bastet e indica que o culto à deusa continuou no país após o fim da antiga era egípcia.

Tudo o que sabemos sobre:
Egitoarqueologiadescobertatemplo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.