Encontrados 14 dos 57 estudantes desaparecidos no México

Encontrados 14 dos 57 estudantes desaparecidos no México

Alguns foram encontrados em suas casas ou na escola; a busca por 43 professores continua, afirmou Naky Blanco, promotor do estado

Estadão Conteúdo

30 de setembro de 2014 | 19h25

Autoridades do México informaram que 14 dos 57 estudantes desaparecidos depois de tiroteios que mataram seis pessoas no estado de Guerrero no fim de semana foram localizados. Alguns foram encontrados em suas casas ou na escola. A busca por 43 professores continua, afirmou Naky Blanco, promotor do estado.

O líder da comissão estatal de direitos humanos, Ramon Navarrete, afirmou mais cedo que alguns estudantes abandonaram o tiroteio e outros foram detidos e então soltos. Ele acrescentou que havia grandes esperanças de encontrar os demais.

Estudantes ativistas ligados à escola normal de Ayotzinapa são conhecidos por seus protestos radicais.

Autoridades informaram que policiais atiraram em ônibus que sequestraram estudantes durante o fim de semana, matando três estudantes e ferido outros 25. Um homem mascarado atirou em dois táxis e em um ônibus que levava jogadores de futebol. Duas pessoas do time foram mortas, além de uma mulher que estava dentro de um dos táxis. Foram detidos 22 policias da cidade de Iguala.

Blanco afirmou que policias de Iguala participaram de ambos os ataques e que não foi descartada a possibilidade de que o crime organizado também esteja envolvido.

O governador de Guerrero, Angel Aguirre, disse ter contatado autoridades federais para pedir ajuda a fim de manter a paz em partes do estado. "A maioria da polícia de Guerrero foi cooptada, infiltrada pelo crime organizado", afirmou na rede de televisão Milênio.

Mais conteúdo sobre:
Méxicoviolência

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.