Encontrados 2 corpos sob ponte derrubada por navio na China

Resgate usará ímã gigante para tentar resgatar veículos e estruturas afundadas

Agencia Estado

18 Junho 2007 | 14h24

Equipes de resgate anunciaram a descoberta de dois corpos na área onde um navio bateu contra uma ponte. A batida provocou o desabamento de parte dela no sul da China, enquanto continua a busca por outros sete desaparecidos, informou nesta segunda-feira, 18, a imprensa local. Os corpos foram encontrados a 900 metros do lugar do acidente. Um trecho de 150 metros da ponte caiu. A estrutura tem 1,8 quilômetros e cruza o rio Xijiang, afluente do Pérola (província de Cantão). Pouco depois do fato, na madrugada de sexta-feira, a imprensa assegurou que era pouco provável que houvesse vítimas, já que a batida aconteceu em hora de pouco tráfego. Mas já no dia seguinte foi revelado que na hora do acidente quatro veículos com sete pessoas cruzavam a ponte, e outras duas trabalhavam sobre a estrutura, como captado pelas câmaras de segurança. As equipes de salvamento usarão um ímã gigante, de sete toneladas, para tentar resgatar veículos e estruturas metálicas afundadas, segundo informou a agência de notícias Xinhua. O eletroímã de 9.000 watts tem potência de atração de 30 toneladas, e foi levado no domingo ao local do acidente. O ímã gigante será utilizado porque os mergulhadores das equipes de salvamento não podem chegar às áreas mais profundas do rio (entre 30 e 35 metros), e a forte corrente dificulta as buscas. Seis dos dez tripulantes do navio foram detidos, entre eles o capitão, Shi Guide. O navio Nanguiji 035, que transportava areia, se chocou contra um dos pilares da ponte, e o trecho derrubado caiu em cima da embarcação, causando seu afundamento parcial.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.