Encontrados túmulos antigos na região do Mar Morto

Arqueólogos escavavam perto do local onde foram descobertos os Pergaminhos do Mar Morto quando encontraram um mausoléu e uma tumba onde poderiam estar os restos mortais de importantes líderes dos primeiros anos do cristianismo. Os pesquisadores dizem que as novas descobertas são muito intrigantes, mas pode ser que nunca se descubra ao certo quem foi enterrado no local. O mausoléu e a tumba foram descobertos nas colinas estéreis próximas ao Mar Morto, a poucas centenas de metros da caverna onde os pergaminhos foram encontrados, em 1947. Os arqueólogos também descobriram uma caverna nunca antes percebida, onde encontraram um emaranhado de tecidos, o que poderia lançar nova luz sobre como viviam as pessoas da região no primeiro século depois de Cristo. Hanan Eshel, professor da Universidade Bar Ilan, em Tel Aviv, contou à Associated Press, no local das escavações, que o mausoléu foi localizado há cerca de um ano, com a utilização de radares de última geração. Mas arrombadores de túmulos, que supostamente teriam percebido a movimentação dos arqueólogos nos arredores durante o ano passado, já haviam saqueado o local quando foram iniciadas formalmente as escavações. "Podemos retirar o que os saqueadores deixaram para nós. O fundo da tumba, por exemplo, é muito interessante", disse Eshel um dos líderes das expedições de arqueólogos norte-americanos e israelenses. "A tumba era feita de zinco. E esta é a primeira vez que encontramos algo semelhante na Palestina ou em Israel."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.