Encontro da UE não discutirá sanções, diz assessor

Um membro do escritório do presidente francês Nicolas Sarkozy informou hoje que os líderes da União Européia não decidirão sobre sanções à Rússia na segunda-feira, durante um encontro em Bruxelas. "Nós não prevemos quaisquer sanções decididas pelo Conselho Europeu", afirmou o alto funcionário francês, sob condição de anonimato. A França ocupa atualmente a presidência de turno da União Européia.Segundo o funcionário, alguns países do bloco pressionam por sanções a Moscou, por causa da recente crise entre os russos e a Geórgia. A Rússia reconheceu, na terça-feira, a independência das províncias separatistas georgianas da Abkházia e da Ossétia do Sul. Ainda segundo o funcionário, o tema das sanções pode ser tratado em um segundo momento. Está prevista uma reunião entre UE e Rússia em 14 de novembro, em Nice, França.Mas o escritório de Sarkozy acredita que no momento é melhor trabalhar para que a Rússia cumpra o cessar-fogo promovido pela UE. Ontem, o ministro de Relações Exteriores da França, Bernard Kouchner, chegou a dizer que as sanções estavam sendo consideradas.Um porta-voz da chanceler alemã, Angela Merkel, disse que é importante que o encontro na segunda-feira envie uma "mensagem política clara da unidade da União Européia" em relação à crise. Ulrich Wilheim disse em Berlim que o bloco apoiará a integridade territorial da Geórgia, ajudando na reconstrução da infra-estrutura destruída no confronto.O reconhecimento das províncias ocorreu após uma breve guerra entre Geórgia e Moscou, no início do mês. O conflito começou quando a Geórgia atacou sua província separatista da Ossétia do Sul, em 7 de agosto. A Rússia lançou um contra-ataque feroz no dia seguinte, que primeiro desalojou os soldados georgianos da província. Em seguida, o exército russo invadiu o centro e o oeste da Geórgia. A guerra durou cinco dias e terminou após a França convencer os presidentes da Rússia e da Geórgia a assinarem um cessar-fogo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.