Encontro entre palestinos e israelenses deve render pouco

As possibilidades de conseguir avanços na reunião de Aqaba, na Jordânia, na quarta-feira, pareceram ter diminuído hoje com a desistência de israelenses e palestinos de publicar um comunicado conjunto final. O ministro da Fazenda da Autoridade Nacional Palestina, Salam Fayed, declarou que, durante o encontro, "não haverá nenhuma negociação" com o presidente dos EUA e com Israel. Segundo Fayed, "se trata de uma reunião formal". Durante a reunião entre o primeiro-ministro palestino, Abu Mazen, e o presidente George W. Bush, o primeiro-ministro de Israel, Ariel Sharon, anunciará planos de eliminar alguns assentamentos judaicos na Cisjordânia, disse uma fonte diplomática. O país pretende eliminar apenas dez dos 100 assentamentos ilegais, segundo o vice-ministro de Defesa Zeew Boim. O secretário de Estado dos EUA, Colin Powell, reuniu-se com o papa João Paulo II no Vaticano, ocasião em que discutiram os esforços de reconstrução do Iraque e o mapa da estrada.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.