Enfermeira pode ter matado mais de 18 na Itália

Uma enfermeira que confessou ter matado pelo menos cinco pacientes em um hospital na Itália pode ser responsável por mais de 18 mortes, afirmaram reportagens publicadas nesta sexta-feira.A enfermeira, identificada apenas como tendo 34 anos, trabalhou em um hospital na cidade de Lecco, ao norte da Itália.Ela foi presa na quarta-feira e confessou cinco ou seis assassinatos de pacientes com idade avançada ou com doenças terminais, entre setembro e novembro. Ela usava injeções de bolhas de ar.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.