Engenheiro alemão sequestrado na Nigéria é morto

Um engenheiro alemão sequestrado no norte da Nigéria cerca de cinco meses atrás foi mortos durante uma fracassada tentativa de resgate, informou o chefe da polícia Philemon Ibrahim Leha nesta quinta-feira.

AE, Agência Estado

31 Maio 2012 | 10h40

Leha disse que as operações para libertar Edgar Fritz Raupach aconteceram na madrugada desta quinta-feira na cidade de Kano, mas ele não tinha maiores detalhes sobre a ação. Não foi possível entrar en contato com a embaixada da Alemanha na Nigéria para esclarecimentos.

Raupach foi sequestrado em janeiro em Kano, a segunda maior cidade da Nigéria, onde trabalhava para a Dantata & Sawoe Construction Co. Ltd. Segundo a polícia, ele foi levado do local de uma obra da empresa.

A Al-Qaeda no Magreb Islâmico havia divulgado um comunicado em março assumindo o sequestro de Raupach, assim como um vídeo que mostrava o engenheiro desgrenhado e pedindo, em alemão e em inglês, que seu país ajudasse na sua libertação. O grupo exigiu que autoridades alemãs libertassem Filiz Gelowicz, uma alemã condenada no ano passado por apoiar uma rede terrorista estrangeira.

A fracassada tentativa de resgate ocorre meses após outros dois engenheiros estrangeiros da Itália e do Reino Unido terem sido executados por seus captores, momentos antes de uma ação de forças britânicas e nigerianas.

Também nesta quinta-feira, o Ministério de Relações Exteriores da Itália anunciou que um italiano foi sequestrado na segunda-feira no Estado de Kwara, região central da Nigéria. As informações são da Associated Press.

Mais conteúdo sobre:
Nigéria engenheiro alemão morte

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.