Kathryn Elsesser/AFP
Kathryn Elsesser/AFP

Entenda a onda de calor que atingiu a América do Norte e deixou mais de cem mortos no Canadá

Cidades registram temperaturas recordes; autoridades acreditam que fenômeno deve continuar nos próximos dias

Redação, O Estado de S.Paulo

30 de junho de 2021 | 17h29

Uma onda de calor sem precedentes avança sobre a América do Norte desde a semana passada, gerando temperaturas recordes em partes dos Estados Unidos e do Canadá – onde causou ao menos 134 mortes. Autoridades esperam que as temperaturas permaneçam excepcionalmente altas por mais uma semana. Aqui estão as informações mais importantes sobre o fenômeno.

O que causa uma onda de calor?

As ondas de calor começam quando a alta pressão na atmosfera se move e empurra o ar quente em direção ao solo. Esse ar aquece ainda mais à medida que é comprimido. 

O sistema de alta pressão sobre o solo se expande verticalmente, forçando outros sistemas climáticos a mudar de curso. Ele ainda minimiza o vento e a cobertura de nuvens, tornando o ar mais sufocante. É também por isso que uma onda de calor se estende sobre uma área por vários dias ou mais.

O que é uma cúpula de calor?

À medida que o solo aquece, ele perde umidade, o que facilita ainda mais o aquecimento. Em regiões assoladas pela seca, como no oeste dos Estados Unidos, há bastante calor para o sistema de alta pressão reter.

À medida que o calor retido continua a aquecer, o sistema atua como uma tampa em uma panela - recebendo o nome de "cúpula de calor". No noroeste do Pacífico, o calor e a seca estão trabalhando em conjunto, agravando o problema e fazendo com que a temperatura bata cada vez mais recordes.

Quais lugares na América do Norte estão enfrentando uma onda de calor?

Uma das cidades mais quentes do continente na segunda-feira foi Salem, no Estado americano do Oregon, onde a temperatura atingiu 47 graus celsius. O Canadá bateu o maior recorde de sua história na terça-feira, 29, quando termômetros em Lytton, Colúmbia Britânica, marcaram 49,5 graus. 

O Nordeste dos Estados Unidos, sob um sistema climático separado, também está no meio de uma onda de calor de três dias que deve terminar nesta quinta-feira. Boston atingiu 36 graus na segunda-feira, batendo seu recorde para a data, informou o serviço meteorológico americano.

Por que está mais quente do que o normal na América do Norte?

Sabe-se que o mundo se aqueceu em mais de 1 grau desde 1900, e que o ritmo de aquecimento acelerou nas últimas décadas. A linha de base mais quente contribui para eventos climáticos extremos e ajuda a tornar os períodos de calor exacerbado mais frequentes, longos e intensos.

Quando a onda de calor terminará?

Os meteorologistas dizem que as temperaturas permanecerão excepcionalmente altas na próxima semana no noroeste do Pacífico.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.