Entenda as condenações de Saddam e seus colaboradores

O ex-ditador iraquiano, Saddam Hussein, e sete colaboradores de seu regime foram condenados por crimes de guerra cometidos em 1982, no povoado de Dujail, ao norte de Bagdá. Confira abaixo os detalhes das condenações:Saddam Hussein - o ex-ditador iraquiano foi condenado à morte por assassinato e executado no dia 30 de dezembro de 2006. Saddam também foi considerado culpado por forçar deportações e torturar pessoas.Barzan Ibrahim - o meio-irmão de Saddam e ex-chefe do Serviço de Inteligência do Iraque também foi condenado à forca por assassinato, tendo sido executado no dia 15 de janeiro. Ibrahim foi considerado culpado ainda pelos crimes de tortura e deportação forçada.Awad Hamed al-Bandar - o ex-diretor da Corte Revolucionária do Iraque foi condenado à morte por assassinato e enforcado junto com o meio-irmão de Saddam, no dia 15 de janeiro.Taha Yassin Ramadan - o ex-vice-presidente do Iraque foi condenado à prisão perpétua por assassinato. Ramadan recebeu ainda condenações pelos crimes de deportação forçada, tortura e atos desumanos.Abdullah Kazim Ruwayyid, Mizhar Abdullah Ruwayyid e Ali Dayih Ali - os três ex-integrantes do partido Baath foram condenados a 15 anos de prisão pelos crimes de assassinato e tortura.Mohammed Azawi Ali - o ex-integrante do partido Baath foi inocentado de todas as acusações.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.