Entidade de defesa à imprensa critica Unesco

O Comitê para Proteção dos Jornalistas (CPJ) afirmou na quarta-feira que "está profundamente decepcionado, pois um plano da ONU para promover a segurança" de profissionais da área e "combater a impunidade" em assassinatos de repórteres não foi respaldado durante a reunião bianual da Unesco ocorrida na semana passada em Paris. "Pelo menos 900 jornalistas foram mortos em serviço nas últimas duas décadas (...) e a maioria dos casos permanece sem solução", declarou a entidade em um comunicado.

O Estado de S.Paulo

30 Março 2012 | 03h09

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.