Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Entidade sindical convoca greve geral na Venezuela

A Confederação dos Trabalhadores da Venezuela (CTV), de oposição, a maior organização sindical do país, convocou hoje uma greve geral de 12 horas para a próxima segunda-feira, em protesto contra o presidente Hugo Chávez. O anúncio acontece um dia depois que o mandatário recusou um "ultimato" em que as forças oposicionistas exigem que ele renuncie ou convoque eleições antecipadas antes de quarta-feira, para evitar uma nova paralisação. O presidente da CTV, Carlos Ortega, Mesmo assim - um férreo crítico de Chávez - afirmou que se as circunstâncias os obrigam poderão adiantar a greve. A paralisação será a terceira contra o governo de Chávez em menos de um ano, e tem o respaldo da maior organização empresarial, a Fedecámaras, e de toda a oposição política agrupada na chamada Coordenação Democrática. O secretário-geral da Organização de Estados Americanos (OEA), César Gaviria, que havia planejado viajar esta semana para a Venezuela, para buscar uma aproximação entre a entidade e o governo local, precisou suspender a visita, por causa da ausência do presidente venezuelano. Hugo Chávez embarca hoje para Paris, onde inicia uma visita de seis dias à Europa.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.